Belo vira intérprete em escola de samba de São Paulo

Grupo Especial - São Paulo Vai-Vai

Belo no desfile da Portela em 2016

O cantor Belo vai reforçar o carro de som da Vai-Vai em 2018, como um dos intérpretes da escola. O anúncio foi feito pela agremiação do Bixiga nesta quinta-feira.

“A ideia de homenagear um dos maiores nomes da música – nacional e internacional – permitirá que o carnaval 2018, de São Paulo, confira um desfile inesquecível”, disse a agremiação em comunicado.

Na Vai-Vai, Belo vai dividir os microfones com Wantuir, intérprete oficial da escola, que no próximo Carnaval levará para o Anhembi o enredo “Sambar com fé eu vou!”, sobre Gilberto Gil.

“Será uma grande honra cantar um samba em homenagem a Gilberto Gil. Fiquei muito feliz com o convite da escola”, declarou Belo.

Em 1999, no auge do sucesso do pagode, Belo participou da gravação do samba-enredo da Beija-Flor e cantou a obra no desfile com Neguinho da Beija-Flor. Naquele ano, outro pagodeiro participou do Carnaval do Rio: Alexandre Pires, então no Só Pra Contrariar, gravou o samba da Mangueira no CD com Jameão, mas não participou do desfile.

A mesma Mangueira terá Péricles como um dos seus cantores em 2018.

Veja o comunicado da Vai-Vai na íntegra:

A ideia de homenagear um dos maiores nomes da música – nacional e internacional – permitirá que o carnaval 2018, de São Paulo, confira um desfile inesquecível. Com o enredo “Sambar com fé eu vou!”, em homenagem ao cantor e compositor Gilberto Gil, a escola de samba VAI-VAI convidou um artista para fazer parte da ala musical, o cantor Belo.

Marcelo Pires Vieira, nome artístico Belo, é cantor e compositor e já lançou 14 CDs, 7 DVDs e vendeu mais de 7 milhões de cópias. Em 1999, esteve na escola de samba carioca, Beija-Flor de Nilópolis e, ao lado de Neguinho da Beija-Flor, cantou o samba durante o desfile.

Sua participação na Escola do Povo é mais um empenho da Diretoria em relação ao enredo. Ao lado de Wantuir, intérprete oficial da VAI-VAI, Belo cantará o samba de enredo durante o desfile 2018. “Será uma grande honra cantar um samba em homenagem a Gilberto Gil. Fiquei muito feliz com o convite da escola”, comenta Belo.

A VAI-VAI mantém a tradição de uma escola de samba e sempre prestigia artistas de todo o Brasil. A dedicação para o enredo é total, desde a composição do carro de som até a montagem detalhada da escola. E vem mais novidade por aí. Aguardem!

 

Sobre o autor

Romulo Tesi

Romulo Tesi

Jornalista carioca, criado na Penha, residente em São Paulo desde 2009 e pai da Malu. Nasci meses antes do Bumbum Paticumbum Prugurundum imperiano de Rosa Magalhães, em um dia de Vasco x Flamengo, num hospital das Cinco Bocas de Olaria, pertinho da Rua Bariri e a uma caminhada do Cacique de Ramos, do outro lado da linha do trem. Por aí virei gente. E aqui é o meu, o nosso espaço para falar de samba e Carnaval.

1 Comentário

  • Sou VAI VAI e morador do Bexiga, mas não concordo com o(belo) como auxiliar de interprete no elenco da escola temos bons interpretes e um afronto com a comunidade

Deixe o seu comentário