Home » Caixa vai repassar R$ 8 milhões para escolas de samba

Caixa vai repassar R$ 8 milhões para escolas de samba

Mangueira 2017 – Fernando Grilli/Riotur

A Caixa Econômica Federal vai liberar R$ 8 milhões para as 13 escolas de samba do Grupo Especial do Rio de Janeiro.

Os recursos são parte dos R$ 13 milhões prometidos pelo presidente Michel Temer às agremiações.

Mais detalhes sobre o repasse serão conhecidos no próximo dia 24. Segundo O Globo, os recursos virão via Lei Rouanet. A expectativa é que o Governo Federal ainda viabilize o restante.

“Estamos em conversas para conseguir os outros R$ 5 milhões”, disse o presidente da Liesa, Jorge Castanheira, ao Setor 1. O dirigente confirmou a informação do repasse da Caixa. Outras estatais podem repetir o gesto do banco.

Pelo lado da Prefeitura do Rio, as escolas ainda não viram a cor do dinheiro. O prefeito Marcelo Crivella cortou em 50% o valor da subvenção, que seria de R$ 26 milhões. Desses outros R$ 13 milhões, as primeiras três parcelas (julho, agosto e setembro) não foram pagas. Há a expectativa de que elas sejam depositadas no dia 25. O clima entre alguns dirigentes do samba, porém, era de certa desconfiança nos últimos meses. O presidente da União da Ilha, Ney Filardi, já fez críticas públicas a Crivella e admitiu que a situação financeira da escola está longe de ser boa.

Mais:
Investimento R$ 26 milhões no Carnaval gera R$ 2,2 bilhões para economia do Rio, diz ministro
Xande de Pilares: compositores gastam até R$ 150 mil numa disputa de samba
Secretário de Crivella se defende de críticas por inscrever samba na Mangueira
Gracyanne assume posto de rainha de bateria da Ilha em outubro
Horta oficializa candidatura à presidência do Vasco e promete clube inspirado na Unidos da Tijuca
“Os desfiles ficaram caretas”, diz carnavalesco da Mangueira

Entenda o caso do corte de verba

Crivella anunciou que pretende cortar em 50% a verba destinada às escolas de samba para investir em creches. O valor em 2017 foi de R$ 24 milhões, sendo R$ 2 milhões para cada agremiação. Como em 2018 serão 13 escolas no Grupo Especial, a expectativa era que o montante chegasse a R$ 26 milhões. Mas, conforme a Riotur (Empresa Municipal de Turismo do Rio de Janeiro), responsável por organizar a festa, já confirmou, o valor ficará mesmo em R$ 13 milhões.

A Liesa (Liga Independente das Escolas de Samba) anunciou que, sem os R$ 13 milhões, os desfiles ficam inviáveis em 2018, e decidiu suspender as apresentações até que as partes cheguem a um acordo. A entidade espera conseguir um encontro com o prefeito, algo que vem tentando há meses, sem sucesso.

A Riotur disse, em nota, que o Carnaval está garantido e afirmou que vai buscar na iniciativa provada os recursos para as escolas. Mas confirma que as creches são prioridade.

Em resposta, sambistas realizaram um protesto. O grupo se concentrou em frente ao edifício administrativo da prefeitura, na Cidade Nova, e caminhou até a Marquês de Sapucaí.

O prefeito de Duque de Caxias, Washington Reis, se prontificou a ajudar e ofereceu levar os desfiles para a cidade da Baixada Fluminense. “A festa traz receita, movimenta a economia. Tem dinheiro para tudo. Se puder levar a Sapucaí para Caxias, eu banco. Vai dar lucro, traz turistas, é importante para a cidade”, disse Reis ao jornal Extra.

No dia 28 de junho, Crivella recebeu as escolas de samba e ficou decidido que haverá desfile em 2018.

A Prefeitura acertou pagar R$ 1 milhão para cada escola e se comprometeu a conseguir mais R$ 500 mil da iniciativa privada.

No dia 25 de julho, o presidente da República, Michel Temer, prometeu repassar mais R$ 1 milhão para cada agremiação, cobrindo o corte promovido por Crivella.

Romulo Tesi

Romulo Tesi Jornalista carioca, criado na Penha, residente em São Paulo desde 2009 e pai da Malu. Nasci meses antes do Bumbum Paticumbum Prugurundum imperiano de Aluisio Machado, Beto Sem Braço e Rosa Magalhães, em um dia de Vasco x Flamengo, num hospital das Cinco Bocas de Olaria, pertinho da Rua Bariri e a uma caminhada do Cacique de Ramos, do outro lado da linha do trem. Por aí virei gente. E aqui é o meu, o nosso espaço para falar de samba e Carnaval.

1 comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.