Home » Carnavalesco campeão da Grande Rio desfila de baiana no terceiro grupo

Carnavalesco campeão da Grande Rio desfila de baiana no terceiro grupo

Gabriel Haddad, carnavalesco da Grande Rio, após ter desfilado de baiana no Sereno de Campo Grande - Reprodução/TV Alerj
Gabriel Haddad, carnavalesco da Grande Rio, após ter desfilado de baiana no Sereno de Campo Grande – Reprodução/TV Alerj

O Carnaval está longe de acabar para o carnavalesco Gabriel Haddad. Campeão com a Grande Rio na apuração da última terça-feira (26), em trabalho em dupla com Leonardo Bora, Haddad desfilou na ala das baianas da escola de samba Sereno de Campo Grande, na noite desta sexta, primeiro dia da Série Prata, a terceira divisão da folia carioca.

“Eu venho à Intendente [Magalhães, via no bairro do Campinho, onde são realizados os desfiles] desde 2012. É um Carnaval em que desfilo todo ano, e de baiana, há cinco anos”, disse Haddad em entrevista à TV Alerj logo após o desfile.

“Eu sou apaixonado pelo Carnaval, por tudo isso, eu desfilava nos blocos de Niterói e não consigo abandonar o Carnaval da Intendente de jeito nenhum”, completou o carnavalesco.

A cantora Millena Wainer publicou um vídeo de Haddad desfilando:

Nos desfiles na Intendente Magalhães, dada a eventuais dificuldades em convocar componentes, as escolas são liberadas para contar com homens nas alas de baianas, algo proibido nas divisões superiores.

Cria da Intendente

Haddad começou a carreira de carnavalesco na Mocidade Unida do Santa Marta, no último grupo da Intendente Magalhães, em 2013. Lá, em um grupo que contava com vários nomes, entre eles Bora, o atual enredista da Grande Rio, Vinícius Natal, e o jornalista Fábio Fabato, conquistou o título. Haddad repetiu a dose e foi campeão novamente pela escola em 2014.

Em seguida, com Bora, o carnavalesco se mudou para a Acadêmicos do Sossego, onde conquistou o título de 2016, garantindo uma vaga para a escola na Marquês de Sapucaí, na então Série A. A dupla foi contratada pela Cubango e, de lá, chegaram ao Especial pela Grande Rio.

Leia também:
Como a Grande Rio foi de ‘Unidos do Projac’ à vanguarda do Carnaval

Haddad, que desfilou parte da apresentação sob chuva, vive a expectativa do Desfile das Campeãs neste sábado (30). Segundo ele, após a apuração, o coração está tranquilo, e só pede que não chuva como em 2020, ano do vice-campeonato com a Grande Rio.

“Amanhã é comemorar. Espero que não chova desse jeito. Tempo limpo pra Grande Rio passar”, concluiu.

Abre-alas de Grande Rio 2022 – Fabio Motta/Riotur

Haddad, Bora e o carnavalesco Vinícius Natal foram os responsáveis pela concepção do enredo sobre Exu, que ajudou a dar o primeiro título à Grande Rio.

Com uma abordagem que derruba os estigmas diabólicos sobre a divindade da comunicação, o desfile é considerado pela crítica especializada como um dos maiores do século – no caso da Grande Rio, o maior da história da escola.

O Exu vai passar de novo pela Marquês de Sapucaí neste Sábado, fechando o Desfile das Campeãs. Antes se apresentam, na ordem: Salgueiro, Portela, Vila Isabel, Viradouro e Beija-Flor.

Romulo Tesi

Romulo Tesi Jornalista carioca, criado na Penha, residente em São Paulo desde 2009 e pai da Malu. Nasci meses antes do Bumbum Paticumbum Prugurundum imperiano de Aluisio Machado, Beto Sem Braço e Rosa Magalhães, em um dia de Vasco x Flamengo, num hospital das Cinco Bocas de Olaria, pertinho da Rua Bariri e a uma caminhada do Cacique de Ramos, do outro lado da linha do trem. Por aí virei gente. E aqui é o meu, o nosso espaço para falar de samba e Carnaval.

Adicionar comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.