Setor 1

Fantasias de ‘Manifestoches’ e ‘Guerreiros da CLT’ viram hit na web e fazem crescer procura para desfilar na Tuiuti

Ala dos ‘paneleiros’ da Tuiuti

A divulgação da fantasia dos chamados “paneleiros” dos protestos já começa a gerar consequências para a Paraíso do Tuiuti. A primeira delas foi o aumento na procura de pessoas interessadas em desfilar pela escola – justamente na ala batizada como “Manifestoches”, sucesso de compartilhamentos nas redes sociais.

Os “fantoches” das manifestações e a fantasia “Guerreiro da CLT”, também divulgada pela escola, foram responsáveis por fazer subir em 50% a busca por um lugar no desfile da Tuiuti.

A maior procura é pelos “Manifestoches”. Apesar de receber muitos pedidos de compra da fantasia, a Tuiuti não vai poder atender a nenhum. Isso porque a ala é de comunidade, será coreografada e não tem mais vagas disponíveis. Ou seja, todos os componentes receberão o figurino como doação da agremiação. A ala representa a manipulação dos mais pobres pelos poderosos para manter o sistema dominante, segundo a escola.

Já a ala “Guerreiro da CLT”, também lotada, faz uma crítica à reforma trabalhista. O figurino representará um trabalhador encarregado de várias funções diferentes, tentando se defender da exploração patronal com uma Carteira de Trabalho destruída, usada como escudo.

Nas redes sociais, é possível ver vários comentários de gente disposta a desfilar na Tuiuti por causa do tom crítico do enredo sobre os 130 anos da Lei Áurea, desenvolvido pelo carnavalesco Jack Vasconcelos.

Quer desfilar?

A boa notícia para os interessados é que ainda há fantasias disponíveis para outras alas.

Para se inscrever nas alas de comunidade, o interessado deve comparecer à quadra da escola, no Campo de São Cristóvão, número 33, às segundas-feiras, das 19h às 21h. A taxa de inscrição custa R$ 50 e é preciso levar foto 3×4.

Quem quiser comprar uma fantasia deve correr. A Tuiuti reservou apenas 200 fantasias e mais da metade já foi vendida. Para saber como adquirir o próprio figurino, o desfilante deve falar com Jorge Amarelloh, no telefone 21-97690-8706.

Guerreiro da CLT, Paraíso do Tuiuti 2018

Romulo Tesi

Jornalista carioca, criado na Penha, residente em São Paulo desde 2009 e pai da Malu. Nasci meses antes do Bumbum Paticumbum Prugurundum imperiano de Aluisio Machado, Beto Sem Braço e Rosa Magalhães, em um dia de Vasco x Flamengo, num hospital das Cinco Bocas de Olaria, pertinho da Rua Bariri e a uma caminhada do Cacique de Ramos, do outro lado da linha do trem. Por aí virei gente. E aqui é o meu, o nosso espaço para falar de samba e Carnaval.

Adicionar comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Romulo Tesi

Jornalista carioca, criado na Penha, residente em São Paulo desde 2009 e pai da Malu. Nasci meses antes do Bumbum Paticumbum Prugurundum imperiano de Aluisio Machado, Beto Sem Braço e Rosa Magalhães, em um dia de Vasco x Flamengo, num hospital das Cinco Bocas de Olaria, pertinho da Rua Bariri e a uma caminhada do Cacique de Ramos, do outro lado da linha do trem. Por aí virei gente. E aqui é o meu, o nosso espaço para falar de samba e Carnaval.

Mais Categorias