Setor 1

Lei Rouanet: Escolas do Grupo Especial do Rio captam só 6% do total aprovado

Carro alegórico da Vila Isabel de 2018 – Foto: Dhavid Normando/Riotur

A menos de 20 dias dos desfiles, as escolas de samba do Grupo Especial captaram juntas apenas R$ 1,97 milhão dos R$ 34 milhões aprovados via Lei Rouanet – cerca de 6% do total apenas. Todas as 14 agremiações apresentaram projetos.

De acordo com levantamento feito pelo Setor 1 no site da Secretaria Especial de Cultura nesta terça-feira, Grande Rio e Vila Isabel seguem como as únicas a conseguirem patrocínio pelo mecanismo.

A escola da terra de Noel, dos R$ 2,74 milhões aprovados, conseguiu R$ 460 mil, a maior parte com empresas concessionárias do Grupo Águas do Brasil (ver relação completa ao fim do texto).

A agremiação de Duque de Caxias, por sua vez, segue continua com o mesmo valor captado desde a última consulta do blog: R$ 1,51 milhão.

Leia também:
Paraíso do Tuiuti lança vaquinha virtual por doações
Veja a lista de jurados do Grupo Especial do Rio de 2019
Tuitaço pede Carnaval sem verba pública
Federação Israelita de SP repudia Hitler da Águia de Ouro
Acesso de SP receberá mais verba que escolas do Especial do Rio
Sossego recua e nega que escultura de diabo represente Crivella
Viúva de Marielle desfilará na Mangueira: ‘vai ter Carnaval, amor, resistência e luta’
Escola de samba de SP fará crítica ao PSDB

Prefeitura

Na última segunda-feira, as escolas receberam ao menos uma boa notícia: a Riotur publicou no Diário Oficial a liberação da primeira parcela da subvenção municipal, de pouco mais de R$ 213 mil – o total é de R$ 500 mil.

A previsão é que o dinheiro caia na conta das agremiações esta semana. Já a segunda parte está prometida pela prefeitura para até dia 20 deste mês. Os outros R$ 50 mil são pagos após a prestação de contas.

Veja a lista com os patrocinadores:

IMPÉRIO SERRANO
Valor solicitado: R$ 2.382.600,00
Valor aprovado: R$ 2.382.600,00

VIRADOURO
Valor solicitado: R$ 2.022.070,00
Valor aprovado: R$ 2.022.070,00

GRANDE RIO
Valor solicitado: R$ 2.499.992,08
Valor aprovado: R$ 2.348.425,30
Valor captado: R$ 1.510.000,00
Captações:
IREP Sociedade de Ensino Superior, Médio e Fundamental Ltda. – R$ 510 mil
Sociedade de Ensino Superior Estácio de Sá Ltda. – R$ 990 mil
Paul Edouard Dubrule – R$ 10 mil

SALGUEIRO
Valor solicitado: R$ 2.518.636,81
Valor aprovado: R$ 2.518.636,81

BEIJA-FLOR
Valor solicitado: R$ 2.467.940,00
Valor aprovado: R$ 2.467.940,00

IMPERATRIZ
Valor solicitado: R$ 2.494.580,00
Valor aprovado: R$ 2.494.580,00

UNIDOS DA TIJUCA
Valor solicitado: R$ 2.488.210,00
Valor aprovado: R$ 2.488.210,00

SÃO CLEMENTE
Valor solicitado: R$ 2.497.600,00
Valor aprovado: R$ 2.497.600,00

VILA ISABEL
Valor solicitado: R$ 2.740.400,00
Valor aprovado: R$ 2.740.400,00
Valor captado: R$ 460.000,00
Captações:
Águas de Niterói S/S – R$ 150 mil
Águas do Paraíba S/A – R$ 100 mil
Águas do Imperador S/A – R$ 100 mil
Aguas de Votorantim S/A – R$ 50 mil
Águas de Nova Friburgo Ltda – R$ 20 mil
Águas das Agulhas Negras S/A – R$ 15 mil
Dublin MG Participações S/A – R$ 15 mil
Agro Unione Ltda – R$ 10 mil

PORTELA
Valor solicitado: R$ 1.907.860,80
Valor aprovado: R$ 1.907.860,80

UNIÃO DA ILHA
Valor solicitado: R$ 2.446.720,00
Valor aprovado: R$ 2.446.720,00

PARAÍSO DO TUIUTI
Valor solicitado: R$ 2.640.830,40
Valor aprovado: R$ 2.640.830,40

MANGUEIRA
Valor solicitado: R$ 2.553.750,00
Valor aprovado: R$ 2.553.750,00

MOCIDADE
Valor solicitado: R$ 2.491.210,00
Valor aprovado: R$ 2.491.210,00

Romulo Tesi

Romulo Tesi

Romulo Tesi Jornalista carioca, criado na Penha, residente em São Paulo desde 2009 e pai da Malu. Nasci meses antes do Bumbum Paticumbum Prugurundum imperiano de Aluisio Machado, Beto Sem Braço e Rosa Magalhães, em um dia de Vasco x Flamengo, num hospital das Cinco Bocas de Olaria, pertinho da Rua Bariri e a uma caminhada do Cacique de Ramos, do outro lado da linha do trem. Por aí virei gente. E aqui é o meu, o nosso espaço para falar de samba e Carnaval.

comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • Alguém consegue me explicar com que dinheiro fizeram as alegorias, carros, fantasias sendo que estamos a 20 dias do Carnaval? Ou tinham em caixa ou arrumaram algum outro dinheiro fácil que para mim é um sinal de que não precisaram desse dinheiro da Lei Rouanet para fazer o carnaval.

  • Salvo engano a Lei Rouanet é Federal, portanto a verba que dela provém é composta por impostos pagos por todos os contribuintes brasileiros. Se o retorno da utilização dessa verba (lucros) vai ficar apenas na cidade do Rio de Janeiro por ser aplicada no Carnaval por ela promovido, porque devemos todos pagar para que a cultura daquela cidade seja beneficiada? Não basta os bilhões em impostos que foram tirados da população brasileira para destinar ao maravilhoso e corrupto estado fluminense para tampar o rombo deixado pela corrupção de seus governantes?

  • Bom dia. Como vimos na reportagem a 20 dias do carnaval ainda não receberam a verba necessária, logo deduz-se que não precisa! Vamos usar este incentivo fiscal para os hospitais, educação segurança, salário de professores e etc. Carnaval não é necessidade básica. Os adeptos do carnaval que banquem seus custos, pois é o que vou fazer.

Romulo Tesi

Romulo Tesi

Romulo Tesi Jornalista carioca, criado na Penha, residente em São Paulo desde 2009 e pai da Malu. Nasci meses antes do Bumbum Paticumbum Prugurundum imperiano de Aluisio Machado, Beto Sem Braço e Rosa Magalhães, em um dia de Vasco x Flamengo, num hospital das Cinco Bocas de Olaria, pertinho da Rua Bariri e a uma caminhada do Cacique de Ramos, do outro lado da linha do trem. Por aí virei gente. E aqui é o meu, o nosso espaço para falar de samba e Carnaval.

Carnaval 2020 | FALTAM

Mais Categorias