Home » Levantamento vai definir se Independente será julgada no desfile após sofrer incêndio em barracão

Levantamento vai definir se Independente será julgada no desfile após sofrer incêndio em barracão

O que sobrou do barracão da Independente após o incêndio – Elizabeth Codici

A reunião na Liga SP, na noite desta segunda-feira, 22, para tratar do destino da Independente Tricolor terminou sem uma definição sobre em quais condições a escola vai se apresentar no Carnaval 2020. Vítima de um incêndio de grandes proporções em seu barracão, na Fábrica do Samba 2, no último dia 14, a agremiação perdeu praticamente tudo.

No encontro, ficou decidido, ao menos, que a escola vai, sim, desfilar no Anhembi, só não se sabe se ela será julgada. Um levantamento será feito nos próximos dias para que seja conhecido o tamanho do estrago e, dependendo do resultado, a Liga e as demais escolas decidirão se a agremiação receberá notas e disputará um lugar no Grupo Especial com as demais sete participantes.

Em 2018, a Acadêmicos do Tucuruvi, também vítima de um grande incêndio, desfilou no Grupo Especial sem ser julgada.

Abre-alas da Independente de 2020 antes do incêndio – Elizabeth Codici

A plenária contou com a presença dos 14 presidentes das escolas do grupo Especial e os oito mandatários do grupo de Acesso I.

A Liga SP informou que a Independente contará com a ajuda das outras escolas para refazer o que foi consumido pelo fogo. As coirmãs se comprometeram a emprestar matérias para a agremiação do Acesso 1 de São Paulo.

Ajuda

No incêndio que destruiu o barracão da Independente Tricolor, trabalhadores que estavam vivendo nos galpões saíram às pressas para fugir do fogo, e perderam todos seus pertences. Ficaram somente com a roupa do corpo. A escola está pedindo doações para esses empregados.

A necessidade mais urgente é de roupas, alimentos, colchonetes, sapatos e produtos de higiene pessoal. As doações podem ser entregues na quadra da Independente (Rua Doze de Setembro, 259, na Vila Guilherme).

Na Independente, 19 trabalhadores de Parintins (AM) perderam todos os pertences. Todos foram abrigados pela Unidos do Peruche, em instalações com camas, banheiros e cozinha na própria Fábrica do Samba 2.

Independente em 2018, quando a escola desfilou no Grupo Especial – Divulgação/Liga SP

Faltava pouco

Nesta terça-feira, 22, às 17h, o carnavalesco Fábio Gouveia dará uma entrevista coletiva na quadra da Independente para anunciar os próximos passos na reconstrução do que foi perdido no incêndio.

O lamento da Independente é ainda maior pelo avanço dos trabalhos no barracão. A escola afirma que já tinha 70% do Carnaval pronto. Faltava pouco, segundo eles: decorar dois carros, que estavam na madeira, fazer acabamentos em outro e terminar algumas fantasias. A decoração de todos os carros estava feita, aguardando apenas serem colocadas nas alegorias. Já o abre-alas seria ensacado justamente no dia do incêndio. A meta era entregar tudo em meados de dezembro. Mesmo os ferros dos carros não poderão ser aproveitados.

A escola ainda vai receber o dinheiro que a prefeitura de São Paulo destina todos os anos às agremiações, mas os recursos já estão comprometidos: boa parte da verba será usada para pagar os fornecedores, já que muito do material que estava sendo utilizado – e foi destruído no incêndio – foi adquirido com carta de crédito.

Romulo Tesi

Romulo Tesi Jornalista carioca, criado na Penha, residente em São Paulo desde 2009 e pai da Malu. Nasci meses antes do Bumbum Paticumbum Prugurundum imperiano de Aluisio Machado, Beto Sem Braço e Rosa Magalhães, em um dia de Vasco x Flamengo, num hospital das Cinco Bocas de Olaria, pertinho da Rua Bariri e a uma caminhada do Cacique de Ramos, do outro lado da linha do trem. Por aí virei gente. E aqui é o meu, o nosso espaço para falar de samba e Carnaval.

1 comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.