Home » Escolas poderão captar R$ 2,4 milhões via Lei Rouanet

Escolas poderão captar R$ 2,4 milhões via Lei Rouanet

União da Ilha 2017 – Cezar Loureiro/Riotur

As escolas de samba do Rio tiveram receberam uma boa notícia esta semana. Segundo o jornal Extra, cada agremiação foi autorizada pelo Ministério da Cultura a captar R$ 2,4 milhões via Lei Rouanet.

Os recursos podem significar a salvação da maioria das escolas, que viram os R$ 8 milhões que seria repassados pela Caixa Econômica serem cancelados. O MinC alega que a Liesa não adequou o projeto a tempo. A entidade nega e ainda busca uma solução.

Agora as agremiações devem buscar empresas interessados no projeto.

Ainda assim, o maior problema agora é o tempo. Faltam menos de dois meses para os desfiles – e no meio ainda tem as festas de fim de ano. Por toda burocracia envolvida, é possível que o dinheiro só caia na conta das escolas bem próximo dos desfiles. Ou até depois. O Grupo Especial do Rio se apresenta nos dias 11 e 12 de fevereiro.

As escolas dos Grupos B e abaixo, que desfilam na Intendente Magalhães, também poderão captar R$ 2,1 milhões.

No total são cerca de R$ 33 milhões.

Até agora, a única verba oficial que as agremiações do Grupo Especial receberam foram os R$ 900 mil da Prefeitura. O Uber ainda fez uma proposta de patrocínio de R$ 6,5 milhões, que renderiam R$ 500 mil para cada uma.

Romulo Tesi

Romulo Tesi Jornalista carioca, criado na Penha, residente em São Paulo desde 2009 e pai da Malu. Nasci meses antes do Bumbum Paticumbum Prugurundum imperiano de Aluisio Machado, Beto Sem Braço e Rosa Magalhães, em um dia de Vasco x Flamengo, num hospital das Cinco Bocas de Olaria, pertinho da Rua Bariri e a uma caminhada do Cacique de Ramos, do outro lado da linha do trem. Por aí virei gente. E aqui é o meu, o nosso espaço para falar de samba e Carnaval.

2 comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • Alô amigo Jornalista Estou em busca de uma orientação, sou de uma cidade chamada São Gonçalo no RJ. Aqui sou Presidente de uma LIGA que congrega 12 Escolas de Samba que habitualmente promovia seus desfiles oficias com subvenção dada pela Prefeitura. Ocorre que nos dois últimos anos não estamos tendo esse apoio. resumindo gostaríamos de ser orientado quanto a captação de recursos.