Home » Intérprete canta samba da Império de Casa Verde de 2022 em podcast, mas conteúdo é removido a pedido da escola

Intérprete canta samba da Império de Casa Verde de 2022 em podcast, mas conteúdo é removido a pedido da escola

O intérprete da Império de Casa Verde, escola do Grupo Especial de São Paulo, Carlos Júnior, cantou no podcast Podaki o samba da escola para o Carnaval de 2022. No entanto, horas depois de ir ao ar, o conteúdo foi removido. O vídeo continua no ar, mas com uma trilha cobrindo o áudio original.

O canal informou que a retirada aconteceu após uma solicitação da diretoria da escola.

“Após pedido do Diretor de Carnaval da Império e amigo Rogério Figueira – Tiguês, removemos o conteúdo até o lançamento oficial do samba enredo em live que acontecerá no canal da escola”, informa o Podaki na descrição do vídeo.

O enredo ainda não foi anunciado pela escola, mas um dos homenageados é o influenciador digital Carlinhos Maia, como o próprio confirma.

Enquanto esteve no ar, foi possível confirmar a menção a Carlinhos Maia na letra. Em um trecho, o samba cita a Vila Primavera, localidade de origem do influenciador, na cidade de Penedo, em Alagoas.

Abra a janela da grande viagem
É o mundo na palma da mão, Vila Primavera, orgulho maior
Se avexe não!

Trecho do samba do Império de Casa Verde de 2022

Recentemente, em participação no podcast “Podpah”, Maia comentou o enredo e disse que já foi ao barracão da escola. “Está tudo lindo”, disse.

“Fé em Deus que pro ano vai estar podendo fazer [desfile] e vai estar todo mundo na rua vacinado [contra a Covid-19] e feliz para comemorar”, declarou Carlinhos, que tem mais de 22 milhões de seguidores no Instagram.

Veja também:
Veja a ordem dos desfiles do Carnaval 2022
Confira o resultado do Carnaval 2020 no Rio de Janeiro
Veja quando cai o Carnaval em 2022

Enredo da Vila, Martinho crê em Carnaval em 2022 com vacinação

Em entrevista recente ao Sambario – site e canal no YouTube -, um dos autores do samba, Diego Nicolau, afirmou que o enredo é sobre comunicação e trata também de Carlinhos Maia.

“É comunicação com Carlinhos Maia. A gente tentou fazer um samba que não fosse muito nessa onda de influencer. O enredo coloca ele como um herói nisso tudo, na nova forma de comunicação, e a gente teve que criar nesse sentido”, explicou Nicolau.

Colaboração: Bruno Malta

Romulo Tesi

Romulo Tesi Jornalista carioca, criado na Penha, residente em São Paulo desde 2009 e pai da Malu. Nasci meses antes do Bumbum Paticumbum Prugurundum imperiano de Aluisio Machado, Beto Sem Braço e Rosa Magalhães, em um dia de Vasco x Flamengo, num hospital das Cinco Bocas de Olaria, pertinho da Rua Bariri e a uma caminhada do Cacique de Ramos, do outro lado da linha do trem. Por aí virei gente. E aqui é o meu, o nosso espaço para falar de samba e Carnaval.

Adicionar comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.