Home » Paulo Barros tem estado de saúde bom e estável, informa Tuiuti

Paulo Barros tem estado de saúde bom e estável, informa Tuiuti

Paulo Barros, Paraíso do Tuiuti. Gaviões da Fiel
Paulo Barros, carnavalesco do Tuiuti e da Gaviões – Reprodução/Instagra,

O carnavalesco Paulo Barros permanece com estado de saúde bom e estável neste domingo, 12, informa o Paraíso do Tuiuti, uma das escolas do artista.

Barros foi internado na noite da última sexta, 10, no Complexo Hospitalar de Niterói (CHN), após passar mal. A agremiação não revelou qual problema de saúde o carnavalesco teve.

Ainda de acordo com o Tuiuti, Barros passa por exames neste domingo e pode receber alta no início desta semana.

Leia abaixo a nota do Paraíso do Tuiuti na íntegra:

“O Paraíso do Tuiuti informa que o carnavalesco Paulo Barros permanece internado no Complexo Hospitalar de Niterói (CHN), sob cuidados médicos. O artista está com quadro clínico bom e estável, passando agora por uma série de exames de rotina. Há a expectativa de que ele possa receber alta no início desta semana. Paulo deu entrada na unidade de saúde após se sentir mal, na noite da última sexta-feira (10/09)”.

Veja também:
Veja quando cai o Carnaval em 2022
Veja a ordem dos desfiles do Carnaval 2022
Confira o resultado do Carnaval 2020 de São Paulo
Confira o resultado do Carnaval 2020 no Rio de Janeiro
‘Nós nascemos para combater um ditador’, diz fundador da Gaviões da Fiel
Império Serrano repudia uso de samba clássico em manifestação bolsonarista
Carlinhos Maia será enredo da Império de Casa Verde no Carnaval 2022

Paulo Barros tem 59 anos e é considerado um dos maiores carnavalescos da história do Carnaval, com quatro títulos conquistados no Grupo Especial do Rio de Janeiro – três na Unidos da Tijuca e um na Portela.

Atualmente, Barros trabalha no desenvolvimento de dois desfiles: “Ka Ríba Tí Ye – Que nossos caminhos se abram”, enredo de temática negra, do Paraíso do Tuiuti; e “Basta”, enredo engajado politicamente da Gaviões da Fiel, em São Paulo.

Em nota divulgada no sábado, a Gaviões lamentou o ocorrido disse estar “na torcida enviando energias positivas para que se recupere logo.”

Romulo Tesi

Romulo Tesi Jornalista carioca, criado na Penha, residente em São Paulo desde 2009 e pai da Malu. Nasci meses antes do Bumbum Paticumbum Prugurundum imperiano de Aluisio Machado, Beto Sem Braço e Rosa Magalhães, em um dia de Vasco x Flamengo, num hospital das Cinco Bocas de Olaria, pertinho da Rua Bariri e a uma caminhada do Cacique de Ramos, do outro lado da linha do trem. Por aí virei gente. E aqui é o meu, o nosso espaço para falar de samba e Carnaval.

Adicionar comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.