Home » Presidente da Mancha dedica desfile a fundador assassinado há exatos 2 anos

Presidente da Mancha dedica desfile a fundador assassinado há exatos 2 anos

Paulo Serdan, presidente da Mancha Verde, em foto de arquivo – Romulo Tesi

O presidente da Mancha Verde, Paulo Serdan, fez mais um discurso inflamado no início do desfile da escola nesta sexta-feira, no Anhembi.

O dirigente fez uma homenagem a Moacir Bianchi, um dos fundadores da torcida organizada palmeirense que deu origem à agremiação, assassinado em uma emboscada há exatos dois anos, dia 2 de março de 2017, em São Paulo.

“Foi nesse dia que o Moacir foi tirado da gente. Moacir, esse desfile é pra você”, gritou Serdan.

O dirigente ainda dedicou a apresentação às mulheres, “muitas humilhadas em casa” e à sua mãe, aproveitando o mote do enredo da escola, sobre a princesa congolesa Aqualtune, escravizada no Brasil.

A Mancha Verde foi a terceira escola a desfilar nesta sexta.



Romulo Tesi

Romulo Tesi Jornalista carioca, criado na Penha, residente em São Paulo desde 2009 e pai da Malu. Nasci meses antes do Bumbum Paticumbum Prugurundum imperiano de Aluisio Machado, Beto Sem Braço e Rosa Magalhães, em um dia de Vasco x Flamengo, num hospital das Cinco Bocas de Olaria, pertinho da Rua Bariri e a uma caminhada do Cacique de Ramos, do outro lado da linha do trem. Por aí virei gente. E aqui é o meu, o nosso espaço para falar de samba e Carnaval.

4 comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.