Setor 1

Rio: Grupo Especial fica perto de receber 1ª parcela da verba da prefeitura

Salgueiro 2018 – Raphael David/Riotur

A Riotur publicou no Diário Oficial do município, nesta segunda-feira, a liberação da primeira parcela da verba da prefeitura para as escolas de samba do Grupo Especial. O valor é de R$ 214,3 mil, como previa o primeiro anúncio oficial, mas com atraso: esta primeira parte dos recursos havia sido prometida para 2018.

A previsão da Riotur é que este montante chegue às agremiações esta semana, dependendo apenas de trâmites burocráticos entre a empresa municipal e a Secretaria de Fazenda. O presidente da Riotur, Marcelo Alves, anunciou a assinatura dos contratos na última sexta-feira.

A segunda parte da subvenção, de R$ 235.700, pode ser paga até o dia 20 – essa é inclusive a promessa da prefeitura (mesmo prazo dado à Lierj, liga das escolas da Série A).

Os 10% restantes são repassados após a prestação de contas.

Leia também:
Mancha Verde tentou contratar Paulo Barros em 2018
Tuitaço pede Carnaval sem verba pública
Federação Israelita de SP repudia Hitler da Águia de Ouro
Acesso de SP receberá mais verba que escolas do Especial do Rio

Sossego recua e nega que escultura de diabo represente Crivella
Viúva de Marielle desfilará na Mangueira: ‘vai ter Carnaval, amor, resistência e luta’
Escola de samba de SP terá ala com tucano policial ‘que não gosta de professor’

Nova redução

A verba da prefeitura destinada às escolas de samba sofreu novo corte de 50% este ano. As agremiações do Grupo Especial, que já chegaram a ganhar R$ 2 milhões, receberão em 2019 apenas R$ 500 mil. No caso da Série A, o montante ficou em R$ 250 mil.

A administração Marcelo Crivella alega que a prefeitura enfrenta grave crise financeira.

No caso do Grupo Especial, a expectativa é receber até mais R$ 1 milhão por escola da Light.

Romulo Tesi

Romulo Tesi

Romulo Tesi Jornalista carioca, criado na Penha, residente em São Paulo desde 2009 e pai da Malu. Nasci meses antes do Bumbum Paticumbum Prugurundum imperiano de Aluisio Machado, Beto Sem Braço e Rosa Magalhães, em um dia de Vasco x Flamengo, num hospital das Cinco Bocas de Olaria, pertinho da Rua Bariri e a uma caminhada do Cacique de Ramos, do outro lado da linha do trem. Por aí virei gente. E aqui é o meu, o nosso espaço para falar de samba e Carnaval.

Adicionar comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Romulo Tesi

Romulo Tesi

Romulo Tesi Jornalista carioca, criado na Penha, residente em São Paulo desde 2009 e pai da Malu. Nasci meses antes do Bumbum Paticumbum Prugurundum imperiano de Aluisio Machado, Beto Sem Braço e Rosa Magalhães, em um dia de Vasco x Flamengo, num hospital das Cinco Bocas de Olaria, pertinho da Rua Bariri e a uma caminhada do Cacique de Ramos, do outro lado da linha do trem. Por aí virei gente. E aqui é o meu, o nosso espaço para falar de samba e Carnaval.

Carnaval 2020 | FALTAM

Mais Categorias