Home » Rio: Paes descarta desfiles em julho e anuncia edital para trabalhadores do Carnaval

Rio: Paes descarta desfiles em julho e anuncia edital para trabalhadores do Carnaval

Prefeito disse que não vê sentido em realizar Carnaval em 2021 diante da atual situação, com a Covid ainda ameaçando

Eduardo Paes em desfile na Sapucaí – Reprodução/Twitter

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, descartou, nesta quinta-feira, 21, a realização dos desfiles das escolas de samba em julho deste ano, como estava previsto. A Liesa, liga que organiza os desfiles, havia marcado as apresentações para os dias 11 e 12 de julho, dependendo do ritmo da vacinação contra a Covid-19 e das condições sanitárias.

Paes usou o Twitter para dizer que não vê “sentido” em realizar os desfiles em julho. Com isso, o Carnaval fora de época está cancelado, e o Rio ficará sem as apresentações das escolas de samba pela primeira vez na história, algo que não aconteceu nem durante a Segunda Guerra Mundial.

“Nunca escondi minha paixão pelo carnaval e a visão clara que tenho da importância econômica dessa manifestação cultural para nossa cidade. No entanto, me parece sem qualquer sentido imaginar a essa altura que teremos condições de realizar o carnaval em julho”, declarou o prefeito, conhecido pela proximidade com o universo do samba.

O anúncio do cancelamento vem no momento em que o governo federal encontra dificuldade em conseguir vacinas, sobretudo nas negociações com a China, fornecedora do Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA), usado na fabricação de imunizantes.

Paes já havia dado pistas da sua opinião sobre o Carnaval fora de época esta semana. Ao comentar no Twitter uma entrevista de Tia Surica ao Setor 1, na última segunda-feira, 18, o prefeito disse concordar com a baluarte portelense, que anunciou estar fora dos do possível desfile em julho. Surica afirmou que não se sentia segura para desfilar, mesmo se já estivesse vacinada.

“Sabe tudo! Exemplo!”, declarou Paes, que prevê a volta dos desfiles em 2022. Saiba quando cai o Carnaval em 2022.

Veja também:
Como Dona Zica e um motorista atrasado ajudaram a criar clássica capa de Cartola
Após viralizar na internet, Tia Surica não se arrepende de xingamento a Crivella: ‘foi espontâneo’
Candidatos das escolas de samba, Paes e Covas vencem no Rio e em São Paulo; relembre briga Crivella x Carnaval

“Essa celebração exige uma grande preparação por parte dos órgãos públicos e das agremiações e instituições ligadas ao samba. Algo impossível de se fazer nesse momento. Dessa forma, gostaria de informar que não teremos carnaval no meio do ano em 2021. Certamente em 2022 poderemos(todos devidamente vacinados) celebrar a vida e nossa cultura com toda a intensidade que merecemos”, afirmou.

A Liesa havia inclusive sorteado a ordem dos desfiles no ano passado, mesmo sem garantir a realização do Carnaval fora de época.

Ajuda

O prefeito anunciou o lançamento de editais para dar trabalho e sustento aos trabalhadores que dependem do Carnaval.

“Já determinei que a Riotur e a secretaria municipal de cultura trabalhem na preparação de editais a fim de permitir que os fazedores dessa grande festa e celebração cultural tenham alguma forma de sustento ao longo de 2021”, publicou Paes, sem dar detalhes de como seria a ajuda.

Junto do post no Twitter, Paes publicou a letra de “Pra Tudo se Acabar na Quarta-Feira”, samba-enredo da Vila Isabel de 1984, composta por Martinho da Vila.

Romulo Tesi

Romulo Tesi Jornalista carioca, criado na Penha, residente em São Paulo desde 2009 e pai da Malu. Nasci meses antes do Bumbum Paticumbum Prugurundum imperiano de Aluisio Machado, Beto Sem Braço e Rosa Magalhães, em um dia de Vasco x Flamengo, num hospital das Cinco Bocas de Olaria, pertinho da Rua Bariri e a uma caminhada do Cacique de Ramos, do outro lado da linha do trem. Por aí virei gente. E aqui é o meu, o nosso espaço para falar de samba e Carnaval.

Adicionar comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.