Home » Secretário de Crivella se defende de críticas por inscrever samba na Mangueira

Secretário de Crivella se defende de críticas por inscrever samba na Mangueira

“Vai ter Indio no carnaval, sim sinhô!”. Assim reagiu o secretário municipal de Urbanismo, Infraestrutura e Habitação do Rio, Índio da Costa, à repercussão causada pela sua entrada na disputa de samba da Mangueira, justamente a escola cujo enredo de 2018 faz crítica ao prefeito Marcelo Crivella.

Nas redes sociais, além do espanto, muitos reprovaram a participação do secretário no concurso, mas houve também quem não visse problema.

Indio se defendeu das críticas, mas minimizou o fato de a Velha Manga ter se inspirado no corte de verba da prefeitura para as escolas de samba na concepção do enredo “Com dinheiro ou sem dinheiro, eu brinco”, assinado pelo carnavalesco Leandro Vieira.

Mais:
Gracyanne assume posto de rainha de bateria da Ilha em outubro
Horta oficializa candidatura à presidência do Vasco e promete clube inspirado na Unidos da Tijuca
“Os desfiles ficaram caretas”, diz carnavalesco da Mangueira

O secretário integra a parceria de Cesinha Maluco, Daniel Pereira, Zeca do Cavaco, Zé Carlinhos, Rubens Gordinho e Helton Dias.

O samba tem trechos com menções à recente relação conflituosa entre a gestão Crivella e as escolas, como “Mangueira!!! Derruba as grades do poder trechos como”.

“A letra retrata a democracia do carnaval. Uma festa para todos. O tema do samba-enredo faz uma provocação àqueles que acham que carnaval só se faz com muito dinheiro. Carnaval para valer é feito com paixão”, declarou Indio no Facebook.

Indio, que é pre-candidato ao governo do Rio pelo PSD, afirma ter recebido o convite para entrar na parceria e se declarou torcedor da Mangueira. “Não poderia ter recebido um convite melhor! Sou apaixonado pelo carnaval e pela minha escola do coração, a G.R.E.S Estação Primeira de Mangueira”, disse.

Em foto de 2016, durante campanha para prefeito do Rio, Índio da Costa se arrisca no repique da Mangueira – Facebook/Índio da Costa

Veja o clipe do samba:

Leia também:
Carnavalesco explica recusa de enredo sobre Huck: fora do ‘padrão Mangueira’
Vereador diz que Carnaval é culto a orixás com dinheiro público e fonte de lucro para tráfico e prostituição
Carnaval SP: Doria sinaliza redução de verba da prefeitura, mas garante recursos
Presidente de escola se desculpa por ter apoiado Crivella nas eleições
Site fala em ‘profecia’ feita por cantora gospel: ‘Carnaval vai falir’
Alcione: ‘nesse país os caras roubam na Petrobras e a culpa é do samba’
Secretário de Crivella sugere corte de 100% da verba para escolas e critica Paes

Romulo Tesi

Romulo Tesi Jornalista carioca, criado na Penha, residente em São Paulo desde 2009 e pai da Malu. Nasci meses antes do Bumbum Paticumbum Prugurundum imperiano de Aluisio Machado, Beto Sem Braço e Rosa Magalhães, em um dia de Vasco x Flamengo, num hospital das Cinco Bocas de Olaria, pertinho da Rua Bariri e a uma caminhada do Cacique de Ramos, do outro lado da linha do trem. Por aí virei gente. E aqui é o meu, o nosso espaço para falar de samba e Carnaval.

1 comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • Minha querida mangueira, meus dois amores Mangueira & Mengão, agora me admiro do Carnavalesco Leandro Vieira um homem inteligente dar apoio o Lula mesmo sabendo que ele foi julgado e condenado em 2ª instancia ele pode ate da apoio ele leandro e não quando estiver no cargo de carnavalesco da maior escola de samba do planeta não pode só quando sair da mangueira sim porque ele estando ai ele é um formador de opinião e ele não fala por mim torcedor da mangueira a 62 anos.