Home » Tuiuti anuncia enredo afro para Carnaval 2022; presidente se declara a Lula

Tuiuti anuncia enredo afro para Carnaval 2022; presidente se declara a Lula

Tuiuti 2022

O Paraíso do Tuiuti anunciou neste sábado, 10, o novo enredo da escola para 2022. Batizado “Ka Ríba Tí Ye – Que nossos caminhos se abram”, a agremiação promete cantar “histórias de luta, sabedoria e resistência negra”.

O desfile será desenvolvido pelo carnavalesco Paulo Barros, que está de volta ao Tuiuti – o artista assinou a apresentação de 2003, no acesso, que ajudou a projetá-lo. O carnavalesco se lança em uma temática afro, algo inédito na carreira do multicampeão. A escola não deu detalhes sobre o enredo.

A escola desistiu do desfile sobre defesa dos animais, “Soltando os Bichos”.

O anúncio foi feito durante live de comemoração de 69 anos da agremiação de São Cristóvão.

Veja também:
Saiba quando cai o Carnaval em 2022
Mídia do Carnaval de São Paulo lança campanha para ajudar profissionais das escolas de samba

Perlingeiro assume Liesa na maior crise do Carnaval, mira aproximação com Brasília e promete continuar na apuração

No momento da apresentação da nova rainha de bateria, Thay Magalhães, o presidente do Tuiuti, Renato Marins, o Thor, disse que a agremiação não tem partido, mas que ele, dirigente, é um “apaixonado” pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. “Ninguém vai me tirar isso”, afirmou Thor.

A declaração foi feita ao lado de Thay, ex-candidata à prefeitura de Mesquita (RJ) em 2020, pelo PSDB, criticada nas redes sociais justamente por ter recebido o apoio do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), adversário de Lula.

Após a fala de Thor, Lula passou a seguir o perfil da escola no Twitter.

Veja abaixo o vídeo com a declaração de Thor:

O Tuitui se tornou uma espécie de “queridinha” de setores à esquerda da política por causa do desfile de 2018, sobre a escravidão – que valeu um surpreendente vice-campeonato. Na apresentação, assinada pelo carnavalesco Jack Vasconcelos, a escola criticou diretamente a reforma trabalhista promovida pelo então presidente Michel Temer, representado – mesmo que a agremiação não confirme oficialmente – por um vampiro.

‘Temer vampiro’ da Tuiuti no dia do desfile oficial, com a faixa – Foto: Wilton Junior/Estadão Conteúdo

Na apuração, representantes de sindicatos e movimentos sociais compareceram à Praça da Apoteose para torcer pelo Tuiuti, numa cena curiosa.

No ano seguinte, em novo desfile desenvolvido por Vasconcelos, o Tuiuti contou a história do bode Ioiô, que foi eleito vereador em Fortaleza na década de 1920, em um ato de rebeldia da população insatisfeita, mas não pôde assumir – claro. O personagem foi apontado pela comunidade do Carnaval como uma referência a Lula, tido como favorito para as eleições presidenciais de 2018, quando o ex-presidente petista estava preso pela operação Lava-Jato.

Samba

O evento serviu também para a realização da final da disputa dos sambas do enredo originalmente pensado para o Carnaval de 2021, que não aconteceu por causa da pandemia de Covid-19.

A escola elegeu o samba da parceria de Mumuzinho, Moacyr Luz, Julio Alves, Pier e Claudio Russo. A obra, mesmo sem desfile, vai fazer parte da coletânea do Tuiuti. A ideia é que seja executado nos ensaios da agremiação.

Romulo Tesi

Romulo Tesi Jornalista carioca, criado na Penha, residente em São Paulo desde 2009 e pai da Malu. Nasci meses antes do Bumbum Paticumbum Prugurundum imperiano de Aluisio Machado, Beto Sem Braço e Rosa Magalhães, em um dia de Vasco x Flamengo, num hospital das Cinco Bocas de Olaria, pertinho da Rua Bariri e a uma caminhada do Cacique de Ramos, do outro lado da linha do trem. Por aí virei gente. E aqui é o meu, o nosso espaço para falar de samba e Carnaval.

Adicionar comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.