Setor 1

Tuiuti lembra ‘Temer vampiro’ após prisão do ex-presidente

‘Temer vampiro’ da Tuiuti no dia do desfile oficial – Foto: Wilton Junior/Estadão Conteúdo

Na última quinta-feira, 21, o Paraíso do Tuiuti publicou em seu perfil no Instagram uma foto de 2018, do destaque que encarnou o então presidente da República Michel Temer, preso na Lava Jato – ainda que até hoje a escola não confirme que o personagem “Vampiro neoliberal” seja mesmo uma representação do emedebista.

A foto, publicada com a hashtag #tbt (sigla em inglês para throwback thursday, usada nas quintas-feiras quando usuários postam fotos antigas), relembra o maior desfile da história da escola, que valeu um vice-campeonato e uma fama que até então o Tuiuti desconhecia – para o bem e para o mal.

Post do Paraíso do Tuiuti desta quinta-feira, 21 – Reprodução

Nesse desfile de 2018, a escola levou para a avenida o enredo “Meu Deus, Meu Deus, Está Extinta a Escravidão?”, desenvolvido pelo carnavalesco Jack Vasconcelos. O último setor do desfile atualizava o tema questionando as condições de trabalho de hoje e atacava diretamente a reforma trabalhista.

No carro alegórico, o destaque Leonardo Morais encarnou o “Temer vampiro”, cercado de componentes vestidos com uma camisa amarela, alusiva à da Seleção Brasileira, boia de pato amarela e presos, segurando panela, colher de pau e presos por cordas, como marionetes, conduzidos por mãos gigantes. A referência é a onda de manifestações que tomaram o país desde 2013.

Paraíso do Tuiuti 2018 – Raphael David/Riotur

O desfile em si já fez a escola ganhar fãs, mas a imagem do “presidente vampiro” foi a cereja do bolo de uma apresentação que ajudou a tornar a escola uma espécie de “queridinha” da esquerda. Tanto que, na apuração, vários movimentos sociais e sindicatos estiveram na Praça da Apoteose para torcer para o Tuiuti.

“As escolas de samba estão cumprindo o papel social delas. O maior legado desse Carnaval é a oportunidade de voltar a discutir esse assuntos. Hoje está tudo tão certinho que na sala de aula a gente perde a chance de discutir alguns temas”, disse Leonardo na ocasião, ao Portal da Band. (Leia aqui)

Romulo Tesi

Romulo Tesi

Romulo Tesi Jornalista carioca, criado na Penha, residente em São Paulo desde 2009 e pai da Malu. Nasci meses antes do Bumbum Paticumbum Prugurundum imperiano de Aluisio Machado, Beto Sem Braço e Rosa Magalhães, em um dia de Vasco x Flamengo, num hospital das Cinco Bocas de Olaria, pertinho da Rua Bariri e a uma caminhada do Cacique de Ramos, do outro lado da linha do trem. Por aí virei gente. E aqui é o meu, o nosso espaço para falar de samba e Carnaval.

comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Romulo Tesi

Romulo Tesi

Romulo Tesi Jornalista carioca, criado na Penha, residente em São Paulo desde 2009 e pai da Malu. Nasci meses antes do Bumbum Paticumbum Prugurundum imperiano de Aluisio Machado, Beto Sem Braço e Rosa Magalhães, em um dia de Vasco x Flamengo, num hospital das Cinco Bocas de Olaria, pertinho da Rua Bariri e a uma caminhada do Cacique de Ramos, do outro lado da linha do trem. Por aí virei gente. E aqui é o meu, o nosso espaço para falar de samba e Carnaval.

Carnaval 2020 | FALTAM

Mais Categorias