Setor 1

Veja a ordem dos desfiles da Série A em 2019

Unidos de Padre Miguel 2018 – Fernando Grilli/Riotur

A Lierj definiu na noite desta terça-feira, em sorteio realizado na Cidade do Samba, a ordem dos desfiles das escolas da Série A do Rio de Janeiro no Carnaval de 2019.

Campeã da Série B de 2018, a Unidos da Ponte abrirá o Carnaval na Marquês de Sapucaí na sexta-feira. A Unidos de Bangu, 12ª e penúltima colocada, será a primeira de sábado. Por conta do cancelamento do rebaixamento, a Sossego, última de 2018, foi poupada e fechará a sexta – dia com mais escolas, sete; no sábado, outras seis.

Após o sorteio, exceto Ponte e Bangu, as outras escolas poderiam negociar trocas, mas não houve mudança.

Em 2019, a campeã subirá para o Grupo Especial, e as duas últimas colocadas serão rebaixadas para a Série B – essa pelo menos é a promessa.

Leia também:
Há 20 anos, Mangueira ‘trazia’ 14 bambas do céu e causava choro coletivo na Sapucaí
Tuiuti: Após sucesso e ameaças, Jack Vasconcelos usa eleição de bode para falar de política
A Mangueira faz Carnaval pela fresta, diz Leandro Vieira
Viúva de Marielle desfilará na Mangueira: ‘vai ter Carnaval, amor, resistência e luta’
Bateria da Mangueira prepara ‘marcha’ para trecho do samba sobre ditadura militar
‘O samba jamais será ameaçado’, decreta Leci Brandão
Elza Soares confirma que será enredo da Mocidade em 2020; Beija-Flor deve falar de Goiás

Veja como ficou:

Sexta-feira, 1 de março

1 – Unidos da Ponte
2 – Alegria da Zona Sul
3 – Rocinha
4 – Santa Cruz
5 – Unidos de Padre Miguel
6 – Inocentes de Belford Roxo
7 – Sossego

Sábado, 2 de março

1 – Unidos de Bangu
2 – Renascer
3 – Estácio de Sá
4 – Porto da Pedra
5 – Império da Tijuca
6 – Cubango

Romulo Tesi

Romulo Tesi

Romulo Tesi Jornalista carioca, criado na Penha, residente em São Paulo desde 2009 e pai da Malu. Nasci meses antes do Bumbum Paticumbum Prugurundum imperiano de Aluisio Machado, Beto Sem Braço e Rosa Magalhães, em um dia de Vasco x Flamengo, num hospital das Cinco Bocas de Olaria, pertinho da Rua Bariri e a uma caminhada do Cacique de Ramos, do outro lado da linha do trem. Por aí virei gente. E aqui é o meu, o nosso espaço para falar de samba e Carnaval.

comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Romulo Tesi

Romulo Tesi

Romulo Tesi Jornalista carioca, criado na Penha, residente em São Paulo desde 2009 e pai da Malu. Nasci meses antes do Bumbum Paticumbum Prugurundum imperiano de Aluisio Machado, Beto Sem Braço e Rosa Magalhães, em um dia de Vasco x Flamengo, num hospital das Cinco Bocas de Olaria, pertinho da Rua Bariri e a uma caminhada do Cacique de Ramos, do outro lado da linha do trem. Por aí virei gente. E aqui é o meu, o nosso espaço para falar de samba e Carnaval.

Carnaval 2020 | FALTAM

Mais Categorias