Secretário de Crivella inscreve samba na Mangueira, cujo enredo faz crítica ao prefeito

Mangueira

Índio da Costa com Crivella – Facebook/Índio da Costa

A relação do poder com as escolas de samba no Rio de Janeiro ganhou mais um capítulo nonsense – para dizer o mínimo.

O secretário municipal de Urbanismo, Infraestrutura e Habitação do Rio, Índio da Costa, faz parte de uma das parcerias da disputa de samba-enredo da Mangueira para 2018. A participação de Índio foi noticiada pelo colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo, e confirmada pelo Setor 1.

“Vai ter Indio no carnaval, sim sinhô!”, disse Indio.

Mais:
Gracyanne assume posto de rainha de bateria da Ilha em outubro
Horta oficializa candidatura à presidência do Vasco e promete clube inspirado na Unidos da Tijuca
“Os desfiles ficaram caretas”, diz carnavalesco da Mangueira

Não bastasse a sipituca pública entre as agremiações e o prefeito Marcelo Crivella, por conta do corte de verba de R$ 13 milhões para as escolas, o fato de Índio concorrer na Velha Manga torna tudo ainda mais esquisito. Isso porque a Mangueira levará para a Sapucaí um enredo assumidamente de confronto a Crivella e a postura do prefeito em relação ao Carnaval.

Batizado como “Com dinheiro ou sem dinheiro, eu brinco”, o enredo assinado pelo carnavalesco Leandro Vieira é um “grito” de liberdade para os foliões em tempos de cerco ideológico, e pretende também ser uma crítica direta a Crivella. A ideia saiu justamente da redução dos repasses da administração municipal pela metade.

E o chefe de Índio, o que deve ter achado?

Em tempo 1: Índio é pré-candidato a governador do Rio pelo PSD.

Em tempo 2: Índio toca bateria e já foi DJ.

Veja o clipe do samba:

Em foto de 2016, durante campanha para prefeito do Rio, Índio da Costa se arrisca no repique da Mangueira – Facebook/Índio da Costa

Leia também:
Carnavalesco explica recusa de enredo sobre Huck: fora do ‘padrão Mangueira’
Vereador diz que Carnaval é culto a orixás com dinheiro público e fonte de lucro para tráfico e prostituição
Carnaval SP: Doria sinaliza redução de verba da prefeitura, mas garante recursos
Presidente de escola se desculpa por ter apoiado Crivella nas eleições
Site fala em ‘profecia’ feita por cantora gospel: ‘Carnaval vai falir’
Alcione: ‘nesse país os caras roubam na Petrobras e a culpa é do samba’
Secretário de Crivella sugere corte de 100% da verba para escolas e critica Paes

Sobre o autor

Romulo Tesi

Romulo Tesi

Jornalista carioca, criado na Penha, residente em São Paulo desde 2009 e pai da Malu. Nasci meses antes do Bumbum Paticumbum Prugurundum imperiano de Aluisio Machado, Beto Sem Braço e Rosa Magalhães, em um dia de Vasco x Flamengo, num hospital das Cinco Bocas de Olaria, pertinho da Rua Bariri e a uma caminhada do Cacique de Ramos, do outro lado da linha do trem. Por aí virei gente. E aqui é o meu, o nosso espaço para falar de samba e Carnaval.

Comentários

Deixe o seu comentário